· Coordenação: Claudia Ildefonso e Newton Ortman.

 

· Objetivo: uma releitura do fenômeno grupal a luz da ciência do Sentir, com o conceito de Capital Sensível,  a partir de Pichon-Riviere, Bion e Kohut.

 

· Público alvo: aberto a quem tem interesse em realizar em trabalho com grupos ou compreender melhor  como pessoa em sua inserção grupal.

 

· Metodologia:  grupo de estudos em grupo. 

 

· Dia e hora: todas às 5as feiras de 19:00h às 20:30h.

 

· Início: anualmente no mês de agosto.

 

· Tempo de curso: 36 seminários.

 

· Participação: R$ 55,00 (cinquenta e cinco reais) por mês.

 

· Número de Vagas: 12 vagas.

 

· Critérios de Seleção: será avaliada a motivação do profissional.

 

· Frequência: será exigido o mínimo de 75% de presença.

 

· Local: sede da SoCiS - rua Siqueira Campos 121 sala 302, Copacabana, RJ, 

                 22031-070 – ao lado da estação do metrô Siqueira Campos.

 

 

· Seminários:

 

01 -  Introdução ao histórico dos trabalhos grupais.

02 - Apresentação da dinâmica a ser experenciada durante todo o curso.

03 - Supostos básicos - Bion.

04 - Supostos básicos - Bion.

05– Bion - discussão livre e a conexão com a ciência do Sentir.

06 - O grupo como selfobjeto - Kohut.

07 - O grupo como selfobjeto - Kohut.

08 - Kohut e Bion - discussão livre e a conexão com a ciência do Sentir.

09 - Experiência de vivencias em grupo.

10 -  Grupo Operativo - Pichon Riviere.

11 -  Grupo Operativo - Pichon Riviere. 

12 - Grupo Operativo - Pichon Riviere. 

13 - Kohut, Bion e Pichon Riviere  - discussão livre e a conexão com a ciência do Sentir.

14 - Grupo Operativo - Pichon Riviere. 

16 - Grupo Operativo - Pichon Riviere. 

17 - Grupo Operativo - Pichon Riviere. 

18 -  Grupo Operativo - Pichon Riviere.

19 - Kohut, Bion e Pichon Riviere  - discussão livre e a conexão com a ciência do Sentir.

20 - Experiência de vivencias em grupo.

21 - Ciência do Sentir  e o conceito de Capital Sensível.

22 - Ciência do Sentir  e o conceito de Capital Sensível.

23 -  Ciência do Sentir  e o conceito de Capital Sensível.

24 - Ciência do Sentir e o conceito de Capital Sensível.

25 - Kohut, Bion e Pichon Riviere  - discussão livre com a inclusão do Capital Sensível.

26 - Freud– Psicologia das Massas e Análise do Ego.

27 - Freud- Futuro de uma Ilusão.

28 - Freud - Mal Estar na Civilização.

29 - Kohut, Bion, Pichon Riviere e Freud - discussão livre com a inclusão do Capital Sensível.

30 - Discussão do documentário - o Século do Ego

31 - Discussão do documentário - o Século do Ego

32 – Experiência de vivencias em grupo.

33 -  Estudo livre para reposição ou algum tema do interesse do grupo.

34 - Estudo livre para reposição ou algum tema do interesse do grupo.

35 - Estudo livre para reposição ou algum tema do interesse do grupo.

36 - Estudo livre para reposição ou algum tema do interesse do grupo.

 

 

· Bibliografia:

 

Þ Livros de Estudo

 

BISKER, J.. Aplicações da Psicologia do Self à Psicoterapia de Grupo. In Osório, L.C. e Colaboradores. Grupoterapia Hoje. POA: Artes Médicas, 1986.

 

BREVES, B.  Macromicro - A ciência do Sentir . 2a. ed. RJ: Mauad X, 2008

________ . Eu Sensível - um encontro na esquina da rua dos sentimentos, com a rua da sensação, no bairro do pensamento, na cidade do sensível. RJ:Mauad X, 2018.

 

____________. Introdução ao Conhecimento de Grupos e ao Capital Sensível - Grupo no viés do Sentir. Texto de Apoio SoCiS. Clube dos Autores. 2017.

 

GAYOTTO, M.L.C e al. Lider de Mudança e Grupo Operativo. Petrópolis: Vozes. 1985.

 

PICHON-RIVIÈRE, E.  O Processo Grupal. SP: Martins Fontes, 1983.

 

PY SILVA, L.A. Contribuições de Bion à Psicoterapia de Grupo. In: Osório, L.C. e Colaboradores. Grupoterapia Hoje. POA: Artes Médicas, 1986.

 

Þ Livros de Estudo complementar

 

BREVES, B. O Homem Além do Homem. RJ: Mauad. X, 2001.

________ . Uma Introdução a Psicologia Psicanalítica do Self . RJ: Mauad X, 2001.

 

________ . Por que você adoece?  A Fronteira do Adoecer - O sentir e a Psicossomática. Com a colaboração de  Ana Winter. 2a. ed. RJ: Mauad X, 2014.

 

________ . Bisker, J. No Risco da Violência. RJ: Mauad X, 2006.

 

________ . Sampaio, V. A Maldade Humana 0– como detonar uma pessoa no Facebook. RJ:Mauad, 2014.

 

 

· REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

BION, W.R.. Os Elementos da Psicanálise. RJ: Zahar, 1966.

__________. Estudos Psicanalíticos Revisados (Second Thoughts). RJ: Imago, 1967.

__________. Experiência Com Grupos. SP: Universidade de São Paulo.; e RJ: Imago. 2ª Edição, 1975

CARNEIRO LEÃO, I.. A Teoria Selfobjeto e as Transferências Narcísicas, Boletim Científico da Sociedade Brasileira de Psicanálise. Nº18 - julho/92.

CHIAVENATO, I. Recursos Humanos. Campus: Elsevier, 2009.

A. EINSTEIN. Como Vejo O Mundo. RJ: Nova Fronteira, 1981.

GAYOTTO, M.L.C. e al. Líder de Mudança e Grupo Operativo. RJ: Vozes, 1985.

GRINBERG, L. et al. Psicoterapia de Grupo. RJ: Forense-Universitária, 1975.

____________. Introdução às Idéias de Bion. RJ: Imago, 1973.

KOHUT, H.. A Restauração do Self.  RJ: Imago, 1988a.

_________.   Análise do Self. RJ: Imago, 1988b

_________.  A Psicologia do Self e a Cultura Humana. POA: Artes Médicas, 1988c.

Malheiro, P. A Escravidão no Brasil, t. II, SP: Cultura, 1944. 

MARTINS, R.. Da Fundação aos Dezoito Anos. Trabalho apresentado na SPAG-E.RIO.1976.

MINICUCCI, A.. Dinâmica de Grupo – Teorias e Sistemas. SP: Atlas.4 ª Edição, 1997.

OSÓRIO, L.C. e Colaboradores. Grupoterapia Hoje. POA: Artes Médicas, 1986.

PICHON-RIVIÈRE, E.. A Teoria do Vínculo. SP: Martins Fontes, 1982.

SAINDON, O. e al. Práticas Grupais. RJ: Campus, 1983.

SZAFIR, B.. Introdução à Teoria e Técnica de Grupo Operativo. RJ: Apostilha SPAG-E.RIO, 1996.

Simon FRANCO, Informativo ABRH-DF

KAPLAN, H.I. & SADOCK, B. J.. Comprehensive Group Psychotherapy. USA. Williams & Wolkins. 3ª Edition, 1993.

ZIMMERMAN, D.. Estudos Sobre Psicoterapia Analítica de Grupo. SP: Mestre Jou, 1971.

Curso

Grupo no Campo do Sentir